Trezentos e sessenta graus ou as muitas mortes e vidas de Sofia – Sônia Machado de Azevedo

R$ 32,00





Esse texto-poema conta uma história em muitas versões de Sofia em suas muitas vidas e mortes trazendo com ela outras meninas a quem dei o mesmo nome e que cumpriram o mesmo destino: o de partir cedo demais. Uma história entremeada de outras histórias que olha a morte de alguém muito jovem como uma ou muitas partidas para lugar nenhum ou para muitos outros imaginários lugares contada por alguém que passadas décadas ainda tenta entender. E que para seguir vivendo e envelhecendo segue continuando a vida de Sofia em seus muitos caminhos mesmo depois de morta, suas viagens, seus filhos, seus trajetos ainda viva no pensamento de alguém.

 

Sônia Machado de Azevedo

Tenho sessenta e seis anos. Nasci na cidade de São Paulo e fui criada no interior. Até os dez anos vivi com minha família em Cerquilho, depois estive interna num colégio de freiras em Itu e  aos quinze anos mudei-me para a capital. Meu pai nasceu no coração do estado e minha mãe à beira mar. Deles herdei no sangue e na alma a terra, as matas, os céus muito estrelados e o horizonte infinito do mar.  Essas são minhas raízes. Sou do silêncio, do olho no olho e preciso de solidão. Meu trabalho sempre esteve ligado às pessoas e ao fascínio que exercem sobre mim com seus corpos, seus rostos e suas histórias. Sempre trabalhei com teatro e dança e sempre escrevi. Tenho três filhos e quatro netos que amo mais que a mim mesma. Sou doutora em Artes pela USP (Universidade de São Paulo), leciono no Centro de Artes Célia Helena e até o momento publiquei quatro livros, dois sobre meu trabalho em teatro e dois de ficção. Não vivo sem escrever, escrevo como quem respira.