Entre dois ou mais espaços em branco – Juliana Valverde




R$ 30,00

A presença incessante da palavra – na mente, na boca e no papel – acompanha o ser humano na vida interna, consigo mesmo, e externa, nas relações com o outro. A rapidez cotidiana acelera não só o fluxo de pensamentos como a busca pela materialização deles, que, cada vez mais, se dá em formatos nada amadurecidos. Assim, esse fluxo não chega a ser observado nem no antes, nem no durante, nem no depois e sequer percebemos as pausas do pensamento e da expressão dele, distanciando-nos cada vez mais do tempo do silêncio. Se não é possível se ater à própria essência, interna ou externa, como olhar, reconhecer e respeitar o alheio? E se a escolha pela tentativa do silêncio e a aceitação da impossibilidade de comunicar forem norteadoras, como assegurar o registro da própria existência no tempo ou pensar na posteridade dela, conhecer as origens no passado, reconhecer-se no presente e imprimir-se no futuro? Como sentir-se parte desse processo de criação e recriação, se só lhe resta o silêncio, lugar inóspito e inalcançável? Entre dois ou mais espaços brancos está exatamente entre essas reflexões e procura um lugar que as resolva, mesmo com a certeza da falta dele. O que move então o projeto? A busca. A necessidade de tentar esvaziar-se e chegar a habitar o silêncio, a fim de conhecer a si e ao outro e fazer-se reconhecível, expresso, passível de uma retomada a posteriori.

 

Juliana de Almeida Valverde

Nasceu em Salvador, Bahia, e vive em São Paulo desde 1986. Com formação em Letras e Canto Popular e especialização em Literatura, Juliana atua como escritora, compositora, cantora e editora de textos. Em 2017, lançou seu primeiro livro de poemas para o público infantil, o Mindinho maior de todos, que recebeu o selo Seleção Cátedra Unesco de Literatura PUC-Rio. O projeto Entre dois ou mais espaços brancos foi premiado com a bolsa de criação literária do ProAC-SP-2013 e selecionado para publicação pelo III Concurso Lamparina Publica-2016.